Blog HU-MA 2_Hu-ma 1º ano
Blog HU-MA 2_Hu-ma 1º ano
  • Fique por dentro

1º ano Ensino Médio – Grupo 7 – FILME

Zoológico de Varsóvia.

CONFIRA A ANÁLISE DO GRUPO

ANNA JÚLIA, BRUNO, GUSTAVO, LUDMILA, PEDRO HENRIQUE SANTOS E RAPHAELA BOTELHO

Sobre a análise crítica do filme Zoológico de Varsóvia começamos com as retratações históricas ocorridas nos séculos passados que ocorreu o chamado Holocausto que foi um ato extremamente sério e desumano, a qual, os judeus da Polônia foram mortos pelos nazistas (os alemães) ocorrido na Polônia, pelo fato da ideia de ter uma raça pura que viria para dominar o mundo e as outras raças tivessem que ser escravizadas ou extintas pela Alemanha naquela época, a partir disso, esse acontecimento ficou conhecido mundialmente e que não vai esquecido por um bom tempo, levando isso em relação ao filme trata a respeito da religião e do grupo em que você defendia seu posicionamento daquilo que era certo em sua visão que eram os países do Eixo (Alemanha, Itália e Japão) ou dos Aliados (França, Inglaterra, EUA e, posteriormente, a União Soviética (URSS)), em que, se estava de acordo com o posicionamento dos nazistas (Alemanha) a dominarem todas as raças ou se estava de acordo com a ideia dos países Aliados, em que, era derrotar os países do Eixo para que, por exemplo, os judeus conseguissem e pudessem ter sua liberdade após a derrota da Alemanha na Segunda Guerra Mundial.

Da maneira como o parágrafo acima citou essas informações, os alemães não demonstravam respeito e solidariedade ao outro, assim eles mostravam-se soberanos. No filme ao dominarem o zoológico da Antonina Żabiński que é a protagonista do filme e salvadora de muitos judeus, fizeram com que o zoológico fosse um posto militar para suas invenções como exemplo a criação de auroques (um tipo de boi selvagem já extinto), em relação disso, Antonina Żabiński não deixou isso te abalar e teve a postura e coragem mesmo sabendo dos riscos, de proteger os perseguidos que eram as pessoas de religião judaica.

No entanto, a Alemanha não parava suas violências contra os judeus em deixa-los em guetos para utilizarem os judeus como mão de obra judia explorada em trabalho forçado ou senão eram assassinados em público por práticas que desobedecessem as ordens germânicas como tentativa de se infiltrar em negócios da Alemanha para que tentassem fugir.

Em vista disso, dos diversos pontos apresentados dos parágrafos acimas podemos relatar no filme que os acontecimentos são antiéticos e que não precisavam acontecer contra a sociedade judaica. Portanto, ao relacionar à teoria de Émile Durkheim sobre o Fato Social à obra cinematográfica podemos descrever que a questão moral e o comportamento da sociedade alemã era ditada por Hitler por causa da sua grande influência em seu país, sendo assim, denominando um país cruel, dominador e de uma sociedade complexa que só pensava no poder.  

https://www.youtube.com › watch

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Compartilhe com seus amigos

Assine nossa Newsletter

Fechar Menu